sábado, 11 de outubro de 2008

Filosofia da realidade

Estou sentado, pensando no que escrever ou no que eu poderia estar fazendo nesse momento ou quem sabe daqui a pouco. Talvez devesse ir a uma balada, beber, dançar e bagunçar a noite inteira. Nessa balada encontraria um alguém ou ficaria sem ninguém, mas o importante seria aproveitar a noite com os amigos ou curtir a realidade de que eles não existem, dançaria para completar minha diversão ou para ser a diversão dos outros e beberia para soltar a mente e relaxar ou entrar na moda do “beber, cair e levantar”. Enquanto há inúmeras dúvidas, fico e espera do inesperado.
Postar um comentário