quarta-feira, 1 de julho de 2009

O Julgamento (capítulo I)

Por um descuido, Fabio partiu desta vida...
Aguardava ansiosamente com sua senha de número 7.395.456.857 na mão direita ser chamado para tão esperada hora da verdade, sua senha já molhada de tanto suor que de sua mão transpirava.
♪ Bing bang soava a campainha que anunciara que mais uma senha era chamada e que a cada momento a sua mais perto ficava. Sete dias depois toca a campainha e ao perceber que sua senha era chamada Fábio um pouco sonolento se apronta e corre em direção ao guichê indicado.
· Com licença (pede Fábio ao sentar-se em frente a moça)
· Claro (responde a moça educadamente)
· Meu nome é Martha e estou incumbida de fazer a triagem que antecede o seu julgamento, primeiramente me informe seu nome e idade.
· Fábio, 23 anos.
· Certo. Farei uma busca em nosso sistema “Microcéu” para termos certeza que nossa funcionária “dona Morte” lançou a provisão de seu falecimento na conta correta. Segundo o nosso banco de dados o senhor foi abatido no Brasil, conta 1230101, certo?
· Certo. (respondeu Fábio surpresa por Martha ter conhecimento de tantas informações pessoais)
· Pelo que me consta o senhor faleceu dois minutos antes do horário certo, sendo assim, faremos um complemento de dois minutos em sua próxima vida, no mais aparenta estar tudo certo e finalizando nossa triagem lançarei um débito em sua conta de trânsito, creditando a conta falecimento anteriormente lançada pela dona Morte. Pronto!
· O senhor já pode se encaminhar para a sala do juiz.
Ao adentrar em uma grande sala, Fábio repara que na sua frente existe um altar elevando um trono revestido de ouro onde descansava uma luz, dando mais alguns passos Fábio num susto recebe um singelo abraço do arcanjo Gabriel – advogado, ao voltar a si daquele inesperado afago, Fábio percebe que a sua direita está o diabo – Promotor.
Após o início do julgamento, horas se passaram e diversas flores e farpas se sucederam, entretanto, aquelas várias horas no tempo de Deus era apenas um momento que se findou quando Deus fez um lançamento e baixou Fábio de seu ativo terrestre.

Leia os capítulos II e III.
Idas e Vindas (Cap.2)
Sexo, álcool e fogo na bomba (Cap.3)
Postar um comentário