sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Não desvalorize sua vida em função do papel.

Parei para refletir.
- Sou feliz com o dinheiro que tenho ou com a fortuna que acumulei durante toda a minha vida?
- Perdi meu sono, meus finais de semana e por fim deixei de perceber a passagem do tempo conforme valorizava um simples papel que em contato com a água se dissolve com facilidade e passa a não valer mais nada.
- Embasado nas consequencias tento mudar minhas atitudes com intuito de guardar para mim apenas as lembranças de momentos felizes e não da tristeza pela dissolução daquele frágil papel, o qual seu real valor é definido pela forma que é utilizado e não pelo volume que é acumulado.
Postar um comentário