sábado, 14 de fevereiro de 2015

Bom senso: necessário quando necessário.

Em quaisquer culturas as regras ditam os limites que a sociedade não deve transgredir, contudo em determinadas situações o bom senso precisa prevalecer visando o auxílio ou a contribuição a quem por algum motivo necessita, fora isso, não é justificável sobrepor as leis criadas com o intuito de impor um convívio igualitário e justo a todos. Apesar do bom senso parecer contrário as regras ele possibilita que o respeito seja aflorado e disseminado entre os quais o observa e que num lampejo de criatividade possa ressurgir de formas e em contextos distintos.
Postar um comentário